Postagens

Mostrando postagens de 2013

_perder-te em meus braços

Desde aquele dia, vira e mexe eu sinto medo.
Um medo bobo talvez de perder-te.

Perder-te pelo meu egoísmo, birras e ciúmes.
Perder-te pra eu mesma, que muito erro procurando acertar.
Ou então, perder-te para o mundo e as consequências de nossas escolhas.

E te perder, é palavra extinta em meu vocabulário.
É hipótese riscada, onde a única opção é perder-te em meus braços, pra lhe dar ainda mais amor.

(♥)


_amor.

Sem muito querer, eu te encontrei.
Eu, que buscava sem saber o que, não me dei conta ao te achar.

A vida tem mesmo dessas coisas...
Talvez, não fosse a hora certa para que teu destino topasse o meu..
Ou então, fosse ela, te mostrando a mim, num piscar de olhos,
para que te reconhecesse quando novamente meu olhar se cruzasse com o seu.

Poderia o destino me pregar uma peça, e te colocar em minha frente duas vezes.
Ou tivera se perdido no tempo em que eu devia te prender,
e desta vez por sorte, roubar-te pra mim.

Agora eu sorrio aqui. E te pertencer me faz crescer,
do mesmo modo em que te encontrar me fez me perder.
Quisera então entregar meu mundo ao teu desconhecido,
que somente me faz querer te deixar ficar, mais e mais.

Num sorriso de encanto, ou num olhar silencioso que fala muito mais que qualquer palavra,
desde aquele dia, você está aqui. Iniciando uma frase, que completa minha mão,
ou dominando pensamentos, que habitara até mesmo em sonhos.

Não sei o que fez você ficar, mas saiba…

_já é tudo seu aqui.

_Falta quanto pra eu te convencer de que quero ter você ?  

Pra ti não sei (...) - mas agora, toda vez ao me despedir,
a saudade faz rebuliços, e alonga ainda mais, minhas delongas por aqui.

E então, já que te peço pra ficar, nunca me deixe ir.
- Já é tudo seu aqui.

_Se a cada uma delas eu pudesse te ver sorrir (...)

Clichê, mas eu poderia ficar horas falando besteiras.
Ou então, criando as piadas mais tolas,

_Se a cada uma delas eu pudesse te ver sorrir (...)

Eu gosto assim, quando chega quieto, calado, bem devagar.
Gosto dos olhares trocados, dos sorrisos no canto da boca.
Gosto da sensação sem graça transparecida em minhas bochechas coradas.

E sem perceber, me dou conta que já mudou meu mundo,
que já me joguei com tudo.
E já não sei mais pensar outra coisa a não ser em como trazer você pra perto de mim.
E ai quando a gente menos espera, aparece alguém que nos tira o sono.
Que faz tudo que estava apagado aqui dentro, reascender.
Mexe com o coração, com a calmaria e a falta de sentimentos, que por tempos eu lutei pra conseguir.
E mesmo que sem perspectivas futuras, somente por me possibilitar sentir outra vez aquele friozinho na barriga, já mostra que vale a pena..

Faz alguns dias que me peguei pensando em você.