_ao mesmo tempo_

Tantas coisas acontecendo ao mesmo tempo.
Vontade de calar e na mesma hora,
gritar para todo o mundo ouvir.

Aqui, antes de tudo, existe um coração.
Que mais uma vez se depara com o tudo e o nada.
Um abismo entre a sorte e o azar.

Possibilidades incertas de sonhar ou despedaçar.
De outras oportunidades, talvez, as lembranças.
A consciência de que nada foi e será fácil.

E que no fim, a derrota pode ser opção
com maiores chances do que a vitória.
Um sorriso a cada encontro com o teu.

Uma marca a cada puxão de orelha.
Eu sei bem aonde quero ir.
Mesmo sabendo que o caminho pode levar a
o marco zero caso não esteja atenta.

- Mas ai, já são outros dias nos quais agora, não quero pensar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

_Somente cinco, para trinta.

_quando menos imaginamos_

_amor.