_calar-se por poupar palavras _

Não compreendo ao certo qual seria minha reação. São inúmeros pensamentos e oscilações.

Não saber o que falar por querer falar demais. Ou calar-se por poupar palavras que podem ser ditas através dos olhos, brilhantes, como são os meus quando olham para os seus.

Oportunidades desperdiçadas. Estilhaços, e agora tudo esta ao longe.

De tão estranho e incerto, passou pouco tempo, suficiente para mudar metade do meu mundo. Que agora implora pelo seu.




(o que a falta do que fazer não faz com quem passa um monótono domingo frente a um computador?)

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

_Somente cinco, para trinta.

_quando menos imaginamos_

_amor.