_baralho fora de ordem_

As cartas trocadas. O baralho fora de ordem. Não existem curingas nem atalhos. Apenas figuras repetidas, e jogadas à fazer.

Pensa. Traça os melhores atos. Qualquer ação antecipada resultará na finalização do jogo.

Escolhe uma carta. E ainda com receio, verifica sua aparência, seu conteúdo, suas aptidões. Estás certa de que pode ser a cartada final.

Mas pensa em todas as outras escolhidas ao longo da partida. Os lances mal feitos. As marcas. Os sucessos e perdas. E tem medo de arriscar.

- É... esse tal medo que me corrói aos poucos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

_Somente cinco, para trinta.

_quando menos imaginamos_

_amor.