_jogue os remos_

Algumas coisas começam a me animar. E eu começo então a me desprender de antigos palpites.

Mesmo que receosos começam a surgir novas maneiras de pensar. O que desperta e aguça vontades.

E já que o mar parece estar a seu favor, porque não remas até onde quer ir? Ou então, jogue os remos e deixe o barco a deriva. O vento mostrará as possibilidades e oportunidades.

Só não fiques parado.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

_Somente cinco, para trinta.

_quando menos imaginamos_