_noite a fora_

O sono vai e vem. E na verdade se pudesse jamais dormiria quando a lua nasce e o sol se põe. Ou quando todas as pessoas normais estão indo para suas camas. Um ar diferente, noturno, amedrontado, cego e calado. Porém é inspirador, sereno, oculto, mágico e instigante.

Inpensado, indecifrado! Vontade de seguir. Vagando. Noite a fora. Sonhando acordado numa realidade em que você mesmo construíra. Pensamentos iluminados pelas luzes da cidade que brilham reluzentes por todos os caminhos. Caminhos estes que você podes ou não percorrer. Se vai em frente, vira a próxima direita, ou quebra para a esquerda, basta apenas seu tino, ou seu poder de escolha. Mas não pare. Jamais. Não deixe nunca de seguir em frente, mesmo que criando atalhos ou caminhos não antes explorados.

- Um dia, vagando por ai, certamente me encontrará cruzando teu caminho.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

_Somente cinco, para trinta.

_quando menos imaginamos_

_amor.