_a verba termina_

Tens momentos que parece tudo estar contra ti. Uma infeliz gripe te pega na sexta. As suas amídalas doem como nunca. E você parece estar bodeada como jamais esteve antes. Mas existe um final de semana a frente. E isso significa que existem coisas a fazer.

Na sexta.. Existem provas. E quem disse que estas preparadas para elas? Ria-te de ti mesmo com as respostas da de sociologia. E se irrita com quem não sabe colar na administração. Tem festa. Morre no mercado. Mas ainda há tempo de um chocolate e uma bebida.

Sábado. Hangar 110 te aguarda. E um tanto bodeada e com a chata da falta de ar você tenta se animar. Por segundos parece esquecer que suas vias nasais estão congestionadas. Tenta se divertir.

Era como o final de semana mais bodeado de todos os tempos. E você fica um tanto "puta" contigo mesmo por isso. Carros ainda são movidos por combustível. E vocÊ gasta o que tem para isso. Sua irma te furta. Sua mãe jamais quer voltar pra casa. A verba termina. O banco causa. Quando não existe saldo, sempre da um jeito. E agora? Que existe ? Diz que sua senha é invalida. Óbvio.

Não é nada bacana depender das pessoas. E eu apenas as agradeço. Mas continuo "puta" comigo e com a minha capacidade de fazer merda. E depois de se perder em SBC, estou aqui, de volta em casa, na frente do pc, tentando dizer em poucas palavras o que passa. Fim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

_Somente cinco, para trinta.

_quando menos imaginamos_

_amor.